Locomotivas a vapor já estão a sair da Fernave

As locomotivas a vapor que durante muitos anos estiveram expostas nos terrenos da Fernave, Entroncamento, começaram a ser transferidas para o Museu Nacional Ferroviário.

Intervenção de transferência da locomotiva 262.
Intervenção de transferência da locomotiva 262.

Com a preciosa contribuição da MSC, que patrocina esta complexa operação, o Museu Nacional Ferroviário contratou uma empresa especializada nestes transportes especiais, responsável por remover as locomotivas dos seus atuais pedestais, nos jardins da Fernave, e levá-las até aos carris umas centenas de metros ao lado, junto ao parque oficinal da EMEF. Aí, e após terem sido alvo da devida preparação, as locomotivas são postas a rodar e levadas a reboque para os terrenos do Museu Nacional Ferroviário.

A operação complexa envolve ainda um troço de via provisório que ajuda as locomotivas a subirem e descerem do camião utilizado para o serviço e demora várias por cada locomotiva. Na Fernave encontravam-se alguns dos mais belos exemplares da tração a vapor portuguesa e que assim ganharão outra dignidade junto da restante coleção do Museu Nacional. Nos últimos anos, e com a saída da Fernave do seu edifício do Entroncamento, as locomotivas passaram a estar completamente ao abandono e sujeitas a atos de vandalismo.

Que a nova etapa da vida destas históricas locomotivas a vapor seja mais sorridente depois desta audaz operação. Desenvolveremos mais este tema numa próxima edição da Trainspotter.