Alstom fecha a histórica fábrica de Belfort

A Alstom Transport anunciou hoje aos trabalhadores da sua fábrica de Belfort que essa mesma fábrica encerrará portas até ao final de 2018. O anúncio foi realizado pela direção da fábrica diretamente aos seus trabalhadores e deu corpo às nuvens cinzentas que se vinham adensando no horizonte para esta que é uma das fábricas com mais história no continente europeu.

A engenharia e produção de material ferroviário será transferida para a fábrica de Reichshoffen, também em França, que pertencia à De Dietrich, adquirida em 1998. Os cerca de 500 trabalhadores mantidos em Belfort serão transferidos ou sairão da empresa, e uma pequena parte manterá o seu posto de trabalho em Belfort, visto que parte da fábrica continuará ao serviço de operações de manutenção em veículos ferroviários.

O cancelamento de uma encomenda de 44 novas locomotivas diesel para a SNCF terá precipitado este desfecho, já que esta encomenda era tida como importante para preencher a folha de serviços da fábrica nos próximos dois anos. A transferência de atividades será progressiva ao longo dos próximos dois anos, passando a fábrica de Reichshoffen a ser a mais importante da Alstom em França, e onde serão concentradas produções de locomotivas e comboios de alta velocidade.

A fábrica de Belfort foi a sede da famosa SACM – Société Alsacienne de Constructions Mécaniques, adquirida anos mais tarde pela Alstom (então Alsthom).

Da fábrica francesa saíram milhares de locomotivas e outros comboios, com destaque para as locomotivas da SNCF CC 72000 e CC 6500 ou as locomotivas da CP da série 2600.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões

Ao navegar neste site, aceita a utilização de cookies. Mais informação

De modo a melhorar a sua experiência online, este site utiliza cookies. Se continuar a navegar neste site sem alterar as suas definições de aceitação de cookies ou clicar em "Aceitar", está a consentir a sua utilização.

Fechar