Governo encomenda 98º estudo sobre Metro do Mondego

O Governo quer ter uma solução para o Metro do Mondego no início de 2017 e, para isso, contratou ao LNEC um novo estudo sobre o projeto, com particular incidência no futuro do ramal da Lousã, encerrado há vários anos e que continua sem um horizonte definido.

Segundo o Jornal de Negócios, o Metro do Mondego já teve investimentos de 107 milhões de Euros e totalizou ao todo 97 estudos ao longo de 24 anos. Apesar disso, até 2016, as únicas obras que avançaram foram realizadas sobre uma infraestrutura que já existia e que hoje em dia permanece encerrada – os carris foram levantados, a plataforma foi renovada e o ramal da Lousã continua ao dia de hoje sem serviço, obrigando as populações daquela região a utilizarem as sinuosas estradas da região.

O anúncio foi feito pelo Ministério do Planeamento e Infraestruturas durante a Assembleia-Geral da Metro do Mondego.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões

Ao navegar neste site, aceita a utilização de cookies. Mais informação

De modo a melhorar a sua experiência online, este site utiliza cookies. Se continuar a navegar neste site sem alterar as suas definições de aceitação de cookies ou clicar em "Aceitar", está a consentir a sua utilização.

Fechar