As locomotivas 1550 – novo número impresso!

As locomotivas 1550 – novo número impresso!

02/09/2020 0 Por trainmaniac

Após um longo interregno – afinal de contas, também na pesquisa bibliográfica a irritante crise sanitária teve impactos – a Trainspotter retoma as publicações dos seus números especiais impressos.

O regresso deste formato, que vai para a sua décima segunda aplicação, apadrinha as locomotivas 1550 – as lendárias locomotivas fabricadas pela Montreal Locomotive Works – MLW – em 1973, poucos anos depois da fábrica canadiana (hoje Bombardier) ter ficado com os restos da Alco, que havia fornecido a Portugal locomotivas não menos célebres.

De 1973 a 2011, as locomotivas 1550 percorreram sobretudo a Beira Interior e a região Sul, deixando uma marca tão típica das construções Alco – nem sempre fiáveis mas sempre muito disponíveis, nem sempre muito sofisticadas mas sempre simples. As 1550 resolveram em definitivo as últimas grandes insuficiências da tracção diesel no nosso país, reunindo uma potência elevada com um muito baixo peso por eixo, o que lhes permitiu trepar alguns dos troços mais vetustos da rede na altura da sua chegada, coincidindo tantas vezes com algumas das linhas de mais difícil perfil da geografia nacional.

Nesta nova edição da Trainspotter, contamos a história de como se impuseram como locomotivas robustas para o tráfego de passageiros nas linhas da Beira Alta e da Beira Baixa, até as evoluções no serviço Intercidades a terem empurrado para a exclusividade no serviço de mercadorias, onde coloriram bonitas páginas de impressionantes composições e tráfegos que, em grande parte, já são uma memória do passado.

Quando primeiro surgiu a ideia de fazermos uma resenha desta série, a Takargo começou a recuperar algumas destas unidades e, logo a seguir, a própria CP tomou decisão similar. Assim, este número da Trainspotter é também uma forma de assinalar a nova utilização destas locomotivas que, em 2020, continuam tão imponentes e tão eficazes como há quase 50 anos.

A história da sua resistência e do seu futuro chega assim aos nossos leitores até ao final de Outubro e, até ao final de Setembro, é acessível com preço especial de pré-venda – 10,90€. Tal como sempre, a edição impressa será editada pela APAC e os seus lucros revertem para os projectos de preservação ferroviária, e em particular o restauro da automotora 0111 do Museu Nacional Ferroviário.

Devido à crise sanitária vigente no nosso país, recomendamos a opção de receber em casa, por oposição à opção de recolha nas sedes da APAC – embora disponível, é altamente incerta a sua abertura dadas as restrições que se mantêm e que poderão ser amplificadas ditadas pelas autoridades de saúde pública.

Aceda já à pré-venda e garanta o seu exemplar!