Livro Pontes Ferroviárias do Alto Minho apresentado a 16 de Janeiro

Cartaz da apresentação do livro
Cartaz da apresentação do livro

O livro “Pontes Ferroviárias do Alto Minho”, coordenado pelo Eng. António Vasconcelos, será apresentado no próximo dia 16 de Janeiro, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Barcelos. A sessão terá início às 15:00.

Reproduzimos abaixo a sinopse do livro que conta também com a colaboração do Eng. Pedro Mêda, habitual colaborador da Trainspotter.

As pontes ferroviárias do Alto Minho, respectivamente sobre o rio Cavado, em Barcelos, sobre o rio Lima, em Viana do castelo, sobre o rio Coura, em Caminha e sobre o rio Minho, em Valença, para além da sua importância histórica e patrimonial, têm uma utilidade inestimável para as populações por elas servidas.

Este livro é dedicado a essas importantes pontes, abordando os seus multifacetados aspectos em quatro Capítulos.

Antecedendo o primeiro capítulo, o leitor é introduzido na relevância destas quatro pontes pelo Prefácio redigido pelo Sr. Avelino Meira, Presidente do Conselho Geral da Caixa Agrícola do Noroeste.

Segue-se a Introdução da autoria de António Cruz, Ex-Diretor de Estradas do Distrito de Viana do Castelo, no qual relata a sua ligação com a edição deste livro e à Linha do Minho, em Caminha.

Esta primeira parte é encerrada com a “Nota pessoal”, da autoria do coordenador deste livro, António Vasconcelos, Engenheiro, Especialista em Transportes e Vias de Comunicação, que descreve a sua ligação pessoal com a região do Alto Minho

O Prólogo, da autoria de José Manuel Lopes Cordeiro, Professor da Universidade do Minho, no Departamento de História, é dedicado ao contexto internacional das pontes metálicas, sob o título “Pontes metálicas da época da construção da linha do Minho”.

Segue-se um texto de Antonio Vasconcelos dedicado à linha do Minho, sua construção e suas belas paisagens, as quais só têm paralelo no nosso país com as da linha do Douro.

O primeiro capítulo é dedicado às pontes de Barcelos, abrindo com um texto histórico da responsabilidade da Câmara Municipal de Barcelos, seguido por dois textos da autoria de José Andrade Gil, Ex-Diretor Geral de Engenharia da REFER, dedicados, respectivamente, à antiga ponte construída pela Casa Eiffel (1877) e à nova ponte construída pela Sorefame (1976), no mesmo local.

O segundo capítulo é dedicado á monumental ponte rodo ferroviária de Viana do Castelo, sobre o rio Lima, construída pela Casa Eiffel em 1878. Abre com um texto da autoria de Adriano Pinto, Coordenador Técnico do Arquivo Municipal de Viana, com o sugestivo titulo ”A ponte e cidade de Viana do Castelo”. Segue-se um artigo eminentemente técnico da autoria de José Andrade Gil, “A Ponte de Viana e as sucessivas obras de modernização”. Este capítulo encerra com dois textos de António Vasconcelos, o primeiro com algumas curiosidades sobre esta ponte, e segunda dedicado a outras pontes construídas pela Casa Eiffel em Portugal.

O terceiro capítulo trata da ponte sobre o rio Coura, em Caminha. Começa por um texto com o titulo “A ponte e Vila de Caminha”, da autoria da historiadora Aurora Rego, que exerce funções na Câmara Municipal de Caminha.
Nele é destacada a importância desta ponte para a Vila de Caminha e descreve com detalhe a festa da inauguração do troço Darque- Caminha, que contou com a presença de Fontes Pereira de Melo. Segue-se um texto da autoria de António Vasconcelos sobre um antigo projeto não concretizado de uma ponte de dois tabuleiros para o mesmo local. Segue-se um texto técnico, de José Andrade Gil, sobre esta ponte construída pela empresa francesa Five Lille (1886) e suas obras de reforço em 1988. Este capítulo é encerrado com uma referência a outras importantes pontes construídas por esta empresa em Portugal, num texto de António Vasconcelos.

Por último, o quarto capítulo é dedicado à importante ponte-rodoviária da Valença do Minho, construída em 1886\, pela empresa belga Braine Le Comte. Este capítulo começa por um texto dedicado à importância desta ponte nas ligações fronteiriças entre Portugal e Galiza, da autoria de Pereira de Castro, Ex-Presidente da Câmara Municipal de Valença do Minho. Em seguida, Pedro Meda, Engenheiro Civil e Investigador da F.E.U.P, descreve todo o complexo processo construtivo desta ponte luso-espanhola: concurso, ensaios, inauguração, etc. Encerra este tema um texto de António Vasconcelos sobre outras pontes construídas em Portugal pela empresa Braine le Comte.

Este livro é finalizado com a Bibliografia Geral e Cronologia, na qual são enumerados os acontecimentos mais relevantes ligados à vida destas pontes, e com as notas biográficas dos autores.