O fim dos revisores na maior região francesa

A partir de 29 de Agosto uma nova etapa na operação ferroviária francesa será alcançada com a supressão dos revisores a bordo dos comboios regionais operados pela região Rhône-Alpes, a maior de França com sede em Lyon.

Apesar da contestação dos profissionais e de algum público, a medida será implementada como forma de diminuir custos de operação, que são assumidos pela região neste tipo de serviços. Os serviços regionais são contratados directamente à SNCF. Com o fim dos revisores a bordo, os maquinistas passam a assumir todas as responsabilidades regulamentares em regime de agente único e perde-se o serviço a bordo permitido pelo revisor.

Os controlos de bilhetes passarão a ser feitos por brigadas de fiscais, quer em comboios aleatoriamente seleccionados quer nas plataformas das estações. As regiões em França têm-se queixado dos elevados custos que a contratação de uma oferta ferroviária regional junto da SNCF apresenta, o que tem pressionado os decisores para adotarem novas formas de reduzir a fatura.