trainmaniac 01/04/2017

Depois de três edições impressas com boa receptividade dedicadas a material circulante, a Trainspotter na sua versão impressa vai agora dedicar-se a uma infraestrutura – e que infraestrutura!

A linha do Alentejo foi a primeira via ferroviária a Sul do Tejo e, durante muitos anos, foi na realidade a linha do Sul – até à construção da então linha do Sado, encurtando a viagem entre o Barreiro e a Funcheira. Esta via estruturante jogou importantes cartadas no desenvolvimento das operações ferroviárias em Portugal e permitiu irrigar o território sempre deprimido do Alentejo, onde ancoraram linhas e ramais que durante décadas serviram praticamente todas as grandes vilas alentejanas.

Pareceu-nos, desde o início, que a primeira edição consagrada a uma linha teria de ser o Alentejo. O especial carisma desta linha está bem patente nas bucólicas paisagens de amarelas planícies que atravessa e dos locais perfeitamente surpreendentes onde se implantaram várias das suas estações – tantas e tantas vezes muito longe dos centros populacionais. Longe do prestígio dos rápidos da linha do Norte ou dos comboios internacionais da Beira Alta, a linha do Alentejo albergou ainda assim circulações que ficam para sempre na história dos nossos caminhos de ferro – desde logo a sua maior imagem de marca faz a nossa capa: como é possível falar das fantásticas Nohab senão como símbolos deste tão belo Alentejo?

Para a nossa quarta edição trazemos uma novidade – um acabamento melhorado, dizendo adeus à encadernação com agrafos e abraçando uma revista que associa a elevada qualidade do papel e da impressão a um acabamento com capa fresada e colada, permitindo com a adição da lombada uma melhor conservação e identificação da revista. Por isso, um pequeno aumento de preço é visível na pré-venda – mais 40 cêntimos. É quanto basta para uma edição com um acabamento substancialmente melhor.

Tal como nas edições anteriores, o modelo de venda e distribuição mantém-se. A revista é vendida online, no site da APAC, com um período de pré-venda até 15 de Junho em que a revista está acessível por apenas 9,90€. Depois dessa data, sujeito ao stock então existente, o preço passará para 13€. E, como é tradição, o nosso trabalho com esta edição reverterá totalmente para projetos de preservação no seio da APAC que, estamos certos, se tornarão muito visíveis nos próximos meses.

Compra Online

Obrigado pela vossa confiança e esperamos contar convosco e mais esta grande viagem.

Facebook Comments

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*

Mostrar botões
Esconder botões

Ao navegar neste site, aceita a utilização de cookies. Mais informação

De modo a melhorar a sua experiência online, este site utiliza cookies. Se continuar a navegar neste site sem alterar as suas definições de aceitação de cookies ou clicar em "Aceitar", está a consentir a sua utilização.

Fechar