10 anos de Trainspotter

10 anos de Trainspotter

06/06/2020 1 Por trainmaniac

A Trainspotter faz 10 anos!

Foi em Junho de 2010 que lançámos o nosso primeiro número “de série”, depois de testar o conceito nos meses anteriores. Perante o dinamismo do fórum do Portugal Ferroviário, pensámos em condensar as principais novidades e contribuições no fórum ao longo do mês num formato que funcionasse como especial destaque.

Da curta e muito amadora newsletter, a Trainspotter evoluiu para se tornar na revista ferroviária mais completa da história do nosso país, ultrapassando em profundidade e ecletismo publicações históricas como a Gazeta dos Caminhos de Ferro ou o Boletim CP, publicações que ajudaram a retratar boa parte da história deste meio de transporte em Portugal.

De distribuição gratuita graças à nossa incrível equipa de voluntários, a revista evoluiu convosco, os leitores, e chegámos ao início de 2020 a bater recordes de leitores, ultrapassando com consistência, pela primeira vez, os 4.000 leitores únicos por mês!

O desafio que temos pela frente é não desmotivar e manter o interesse por radiografar momentos que dentro de anos serão história. Provavelmente nunca como nestes dez anos foi deixado um testemunho tão pormenorizado dos nossos caminhos de ferro, e essa é possivelmente a nossa maior motivação. Quem navegar por estes dez anos de informação encontra já factos históricos do maior relevo, entre os quais estão também os episódios que se anunciavam e que não tiveram continuidade, hesitações por vezes tão importantes para contar a história como os próprios factos que acabaram mesmo por se concretizar. E tudo isso aqui cabe.

Nos próximos dias publicaremos o nosso número 118, uma cifra incrível e que mostra que ao fim de dez anos apenas por duas vezes a Trainspotter furou a sua cadência mensal.

Para a frente há muito caminho e continuaremos a integrar mais pessoas na redacção à medida das disponibilidades e contributos que formos recebendo. Fica aqui o meu agradecimento especial à equipa insuperável que vai fazendo a Trainspotter e sem a qual nada disto faria sentido ou teria existência.

Obrigado a todos e estão convidados a aparecer onde tudo começa e de onde tudo continua a emanar – o maior fórum ferroviário do país.

João Cunha